Data
28
Maio
2020
Comunicado
Associação GEOTA aprova plano de ação e elege novos órgãos sociais

Em Assembleia Geral digital realizada esta semana, a 24 de Maio, foram eleitos os novos órgãos sociais do GEOTA, associação ambientalista nacional com mais de 2500 associados e mais de 38 anos de atividade. João Dias Coelho, novo Presidente da Comissão Executiva, encabeçou a lista única que foi a votos.

Vários membros já exerciam cargos no mandato cessante, como Marlene Marques, anterior Presidente, que se mantém na Comissão Executiva, assumindo agora o cargo de Tesoureira. E João Joanaz de Melo foi reeleito Presidente da Mesa da Assembleia Geral. Novidade é a presidência do Conselho Fiscal, agora dirigida por Carlos Sacramento. 

João Dias Coelho, o novo presidente da associação, concorreu com um programa ambicioso, que pretende “projetar a longa história de sucessos e lutas do GEOTA num futuro de combate às alterações climáticas, exigente para quem defende o ambiente e a boa gestão do território”.

Por isso, “continuaremos o trabalho de interligação entre os diversos projetos da organização, que tantos contributos têm dado ao ambiente em Portugal. Desde a gestão integrada de áreas ardidas no incêndio de 2018 em Monchique, com o Renature Monchique, passando por uma histórica reserva natural onde o GEOTA, em parceira com a associação PATO, gere o Centro Ecológico Educativo do Paul de Tornada, passando pela monitorização cidadã da nossa costa, com o Coastwatch Portugal, ou a luta do projeto Rios Livres, que já conseguiu impedir várias barragens do Programa Nacional de Barragens e que continuará a defender a qualidade ambiental dos rios e bacias hidrográficas.”

“Continuaremos a avaliar os custos-benefícios das grandes obras e investimentos nacionais, a exigir uma Avaliação Ambiental Estratégica para o Aeroporto do Montijo e a defender a reestruturação da indústria para acomodar os desígnios da Economia Circular.”

“Acreditamos também ser fundamental acompanharmos a revisão do Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos (PERSU) 20-20+ com vista à definição das Metas Europeias de 2030 e 2050, por um verdadeiro plano de tratamento e valorização de resíduos urbanos e industriais, pondo fim à importação pouco controlada do Reino Unido e de Itália, entre outros países.”

João Dias Coelho promete uma organização atenta, atuante e “sem medo de enfrentar grandes interesses nem de pressionar os decisores políticos sempre que não respeitem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, o Acordo de Paris ou a Lei de Bases do Ambiente, cuja primeira versão e várias atualizações contaram com contributos fundamentais do GEOTA”.

Por precaução, devido à pandemia em curso, a Assembleia Geral decorreu exclusivamente online e a votação eleitoral apenas por correspondência. Foram ainda aprovados os relatórios de contasatividades, bem como o plano para o próximo ano.

Partilhe este artigo
FacebookTwitterLinkedInWhatsAppTelegramGoogle
Evento
28
Maio
2020
Em Destaque
GEOTA - Associações Ambientalistas apresentam 10 Testes Verdes para Presidência Portuguesa da UE
Ambiente
Ambiente
Associações Ambientalistas apresentam 10 Testes Verdes para Presidência Portuguesa da UE
29 de Dez., 2020
Ver mais
GEOTA - Ribeiro Telles – Uma Inspiração na Defesa do Ambiente e do Ordenamento do Território
Ambiente
Ribeiro Telles – Uma Inspiração na Defesa do Ambiente e do Ordenamento do Território
11 de Nov., 2020
Autor: GEOTA
Ver mais
GEOTA - Avaliação ambiental estratégica sobre novo aeroporto de Lisboa: será desta?
Mobilidade e Transportes
Avaliação ambiental estratégica sobre novo aeroporto de Lisboa: será desta?
6 de Nov., 2020
Autor: GEOTA
Ver mais
SUBSCREVA A
NOSSA NEWSLETTER
Fique a par de
tudo sobre geota