Comunicado: UNESCO e Barragem de Foz Tua
GEOTA, LPN, CEAI, FAPAS

data
: 15-05-2012

Comunicado:


UNESCO e Barragem de Foz Tua



As associações signatárias congratulam-se pela intenção da UNESCO
solicitar a suspensão das obras da barragem de Foz Tua.


 

Constatamos que o projecto de decisão, que será apreciado em Junho próximo, invoca três argumentos fundamentais: 





1. Objectivamente, o valor do Douro Vinhateiro Património da Humanidade é degradado e posto em risco pela barragem; 





2. Institucionalmente, o Estado Português não foi diligente na protecção do património que se comprometera a salvaguardar; 





3. Pela primeira vez em documentos da UNESCO, é invocada a questão da ausência de fundamentação da necessidade da barragem, e da existência de alternativas de política energética. 





Na sequência do pedido de audiência ao Primeiro-Ministro, as Organizações Não-Governamentais de Ambiente vêm por este meio solicitar também ao Presidente da República uma audiência.


 As associações ambientalistas levarão ao representante máximo da República a temática do Plano Nacional de Barragens e a barragem do Tua, que são neste 
momento uma questão incontornável a nível social e público.


Estando a sua natureza prejudicial já cabalmente demonstrada, neste momento falta apenas a vontade política para travar um projecto que é desastroso a todos os níveis: ambiental, social, paisagístico e financeiro. 


Signatários: 
GEOTA, LPN, CEAI, FAPAS