void void
 Homepage
void
void
void
void
 

O GEOTA

Centro Ecológico Educativo do Paul Tornada

Comunicados

Grupos temáticos

Projectos

Associados

PROTOCOLOS

Histórico

Voluntariado
ipdj
   HomePage  Comunicados
Encerramento do Miradouro de Santa Catarina (Adamastor) em Lisboa
void
No dia 25 de Julho de 2018 a Câmara Municipal de Lisboa encerrou subitamente o Espaço Público do Miradouro de Santa Catarina (Adamastor).

Considerando prioritária a defesa do interesse público neste tipo de intervenções, o GEOTA está acompanhar o processo.

data
: 18-04-2019

O GEOTA tem vindo a interpelar formalmente a Câmara Municipal de Lisboa (CML) desde o dia 7 de Fevereiro de 2019 sobre o Miradouro de Sta Catarina. Até ao momento não foram obtidas as informações que requereu com o objectivo de se poder pronunciar fundamentada e publicamente sobre este tema.

Consideramos fundamental a evidência da transparência no processo de Requalificação do Miradouro e da prossecução do interesse público que deve estar na base de uma intervenção destas. É neste âmbito que acompanhamos o processo, conforme informação disponibilizada abaixo.

--

Documentos


Perguntas enviadas pelo GEOTA à CML a 18 de Abril de 2019: http://www.geota.pt/xFiles/scContentDeployer_pt/docs/articleFile695.pdf

Resposta da Câmara Municipal de Lisboa ao GEOTA recebidas a 13 de Abril de 2019: http://www.geota.pt/xFiles/scContentDeployer_pt/docs/articleFile694.pdf

Perguntas enviadas pelo GEOTA à CML a 7 de Fevereiro e, novamente, a 7 de Março de 2019: http://www.geota.pt/xFiles/scContentDeployer_pt/docs/articleFile691.pdf  e  http://www.geota.pt/xFiles/scContentDeployer_pt/docs/articleFile692.pdf

--

Os elementos que requeremos


1.    O Caderno de Encargos e Proposta Final Adjudicada, apensos ao contrato de adjudicação “para a adaptação do Projeto de Requalificação do Jardim – Miradouro de Santa Catarina” ao atelier de arquitetura paisagista Proap - Estudos e Projetos de Arquitetura Paisagista, Lda. (NIF 502356839), datado de 2 de novembro de 2018, no montante de €17.835,00, uma vez que o documento acessível no Portal BASE.GOV, se encontra incompleto no que diz respeito a esta matéria;

2.    A identificação do Ato Administrativo deliberado pelo executivo municipal que sustentou a medida do encerramento súbito do Miradouro de Santa Catarina no dia 25 de Julho de 2018;

3.    A fundamentação para a inexistência de um Aviso, em lugar visível, sobre a intervenção prevista para aquele local (empreiteiro, calendarização, área, etc.), conforme o previsto na legislação aplicável;

4.    A identificação e disponibilização da(s) Licença(s) de Ocupação do Espaço Público concedida(s) ao actual proprietário do Palacete de Santa Catarina;

5.    Os registos oficiais, incluindo incidências e datas
, dos “atos abusivos e/ou ilícitos que ali [Miradouro de Santa Catarina] são praticados, diariamente, sobretudo no período noturno”, referidos na vossa carta;

6.    O Contrato de concessão do Quiosque entre a actual empresa concessionária e a Câmara Municipal de Lisboa, e detalhe de quaisquer alterações subsequentes até à presente data;

7.    O Caderno de Encargos e documentação complementar
, apensos ao contrato de adjudicação de empreitada para “Requalificação do Jardim – Miradouro de Santa Catarina” à empresa Fabrigimno – Fabricação e Material de Desporto, Lda. (NIF 500348898), datado de 28 de março de 2019, no montante total de €142.927,03, uma vez que o documento acessível no Portal BASE.GOV, se encontra incompleto no que diz respeito a esta matéria.


17 de Abril de 2019
 
Documentos relacionados
- GEOTA_MSC_RequerimentoCML_7Fev2019
- GEOTA_MSC_RequerimentoCML_7Mar2019
- 2019_04_13_RespostaCML_SantaCatarina
- GEOTA_MSC_RequerimentoCML_18Abr2019
Artigos relacionados
- Comunicado sobre as obras na frente ribeirinha nos antigos edifícios BBC e Piazza di Mare
Sustenturis
UnderWater Watch
     
desenvolvido com
Senso Comum lda
O GEOTA é uma associação de defesa do ambiente, de âmbito nacional e sem fins lucrativos, em actividade desde 1981