void void
 Homepage
void
void
void
void
 

O GEOTA

Centro Ecológico Educativo do Paul Tornada

Comunicados

Grupos temáticos

Projectos

Associados

PROTOCOLOS

Histórico

Voluntariado
ipdj
   HomePage  Comunicados
Dia da Dependência de Pescado
void
A partir de sexta-feira - dia 30 de Março - Portugal passa a ser obrigado a recorrer ao pescado de águas fora da zona da UE.

data
: 30-03-2012

Dia da Dependência de Pescado

 

 

A partir de sexta-feira - dia 30 de Março - Portugal passa a ser obrigado a recorrer ao pescado de águas fora da zona da UE.


A data - designada Dia da Dependência de Pescado - corresponde ao dia a partir do qual um país deixa de ser auto-suficiente nesse ano em relação ao pescado que consome. Sem que tenham havido alterações significativas ao nível do consumo, este número aumentou em quase um mês o nível de dependência de Portugal, em relação a 2011, ano em que o nosso país ficou dependente no dia 26 de Abril (26 dias mais tarde do que este ano).


Segundo relatório divulgado pela New Economics Foundation (nef) e pela OCEAN2012, Portugal é um dos países da União Europeia (UE) mais dependente de pescado. O consumo nacional é superior ao que a frota portuguesa consegue pescar dentro da UE, o que torna o nosso país dependente da importação de peixe de países não comunitários.

O GEOTA associa-se, desta forma, à posição da plataforma OCEAN 2012, nesta matéria.


Em anexo:
- Comunicado de imprensa
- Dados sobre o relatório/Portugal/UE

_____________________________________________________________________________________

Portugal obrigado a consumir peixe não comunitário a partir do dia 30 de Março
 
Portugal produz apenas
um terço do peixe que consome
 
Segundo relatório divulgado pela New Economics Foundation (nef) e pela OCEAN2012, Portugal é um dos países da União Europeia (UE) mais dependente de pescado. O consumo nacional é superior ao que a frota portuguesa consegue pescar dentro da UE, o que torna o nosso país dependente da importação de peixe de países não comunitários.
 
Em 2012, em Portugal, o Dia da Dependência de Pescado é a 30 de Março. Esta data corresponde ao dia a partir do qual um país deixa de ser auto-suficiente nesse ano em relação ao pescado que consome. Sem que tenham havido alterações significativas ao nível do consumo, este número aumentou em quase um mês o nível de dependência de Portugal, em relação a 2011, ano em que o nosso país ficou dependente no dia 26 de Abril (26 dias mais tarde do que este ano).
 
Portugal tem, assim, menor capacidade para suprir as suas necessidades de consumo de peixe com capturas próprias em águas da UE, e é muito mais dependente de capturas não comunitárias para fornecer três quartos do seu consumo.
 
“Portugal é o predador de topo da União Europeia, em termos de pescado consumido por habitante. Os portugueses consomem três vezes mais pescado do que a média europeia. É uma pena que o seu apetite por peixe não seja tão voraz como a vontade de assegurar que existirá pescado no futuro,” disse Aniol Esteban da nef/OCEAN2012 e co-autor do relatório.
 
“Este relatório sublinha que se as pessoas quiserem consumir pescado sustentável, devem assegurar-se de que os seus responsáveis políticos definem e implementam uma política de pesca responsável. A reforma da Política Comum das Pescas é uma oportunidade para reverter esta situação e de acabar com a sobrepesca, e não nos limitarmos a exportá-la para outras partes do globo,” defende Gonçalo Carvalho, da Sciaena – Associação de Ciências e Cooperação, e da OCEAN2012.
 
A UE depende cada vez mais do pescado capturado em águas longínquas e de países terceiros, o que torna alarmante o nível a que os Estados-Membros estão a importar pescado e a exportar a sobrepesca. As populações de peixe são um recurso renovável. No entanto, de acordo com as estatísticas da Comissão Europeia, estamos a retirar mais peixe das nossas águas do que o que os ecossistemas conseguem repor. Esta situação, associada a outros factores, leva-nos a recorrer aos recursos pesqueiros de outros países.
 
Caso a sobrepesca em 43 stocks do Atlântico Este fosse combatida, o Dia de Dependência de Pescado em Portugal poderia ser 16 de Abril, oferecendo mais 10 dias de auto-suficiência. Esta recuperação de stocks corresponderia ao peixe consumido anualmente por 350 000 portugueses.
 
O nível de dependência de um país relativamente a peixe pescado por países terceiros é a diferença entre a sua produção própria (capturas da frota nacional em águas comunitárias + produção nacional em aquacultura) e o seu nível de consumo (capturas da frota nacional em águas comunitárias e não comunitárias + produção em aquacultura + importações líquidas).
 
1       Sobre a New Economics Foundation (nef)
A nef é um laboratório de ideias independente que inspira e promove o bem-estar económico real. Os seus objectivos são melhorar a qualidade de vida através da promoção de soluções inovadoras que desafiem o pensamento corrente nas perspectivas económica, ambiental e social. A nef trabalha em parceria dando prioridade às pessoas e ao planeta.
 
 
1       Sobre a OCEAN2012
A OCEAN2012 é uma aliança de organizações dedicadas a transformar a Política Comum de Pescas da União Europeia, de modo a eliminar a sobrepesca, acabar com as práticas piscatórias destrutivas e assegurar uma exploração justa e equitativa de populações saudáveis de peixes.
 
A OCEAN2012 foi criada, e é coordenada, pela Pew Environmental Group, o braço conservacionista da Pew Charitable Trusts, uma organização não-governamental que trabalha para acabar com a sobrepesca nos oceanos mundiais.
 
Os membros financiadores da OCEAN2012 são a Coalition for Fair Fisheries Arrangments (CFFA), o Fisheries Secretariat (FISH), nef, a Pew Environment Group e a Seas At Risk (SAR).
 
 
 
 
Para mais informações ou solicitação de imagens, contactar, por favor:
 
Helena César – Speak
(+351) 21 323 22 34
 
Gonçalo Ferreira de Carvalho - OCEAN2012/Sciaena
(+351) 936 257 281
 
Aniol Esteban – nef – New Economics Foundation
(+44 7951 648 914)

 

 

 

 
Documentos relacionados
- Dependência do pescado fora da UE
- Nota de Imprensa
Sustenturis
UnderWater Watch
     
desenvolvido com
Senso Comum lda
O GEOTA é uma associação de defesa do ambiente, de âmbito nacional e sem fins lucrativos, em actividade desde 1981