void void
 Homepage
void
void
void
void
 

O GEOTA

Centro Ecológico Educativo do Paul Tornada

Comunicados

Grupos temáticos

Projectos

Associados

PROTOCOLOS

Histórico

Voluntariado
ipdj
   HomePage  Eventos
Cidadania e Ordenamento Municipal
void
Esta acção visa auxiliar os formandos a: Identificar aspectos críticos nos Instrumentos de Planeamento para a sustentabilidade local; Estabelecer a visão, os conflitos, os eixos prioritários para analisar um IGT e traçar as respectivas recomendações. Condições especiais para entidades protocoladas e grupos de cidadãos

data
: 18-10-2011

Workshop
“Cidadania e Ordenamento Municipal”
Objectivos
No final desta acção os formandos devem ser capazes de:
·                    Identificar aspectos críticos nos Instrumentos de Planeamento para a sustentabilidade local;
·                    Estabelecer a visão, os conflitos, os eixos prioritários para analisar um IGT e traçar as respectivas recomendações.
Destinatários
Técnicos de autarquias locais e de empresas consultoras na área do ordenamento municipal e planeamento urbano, representantes de ONG, sociedade civil em geral.
Metodologias
A acção vai desenvolver-se com a aplicação de metodologias participativas. Os formandos serão chamados a participar no processo formativo e a apresentar os resultados do seu trabalho durante o curso.
Data e local de realização
18 de Novembro de 2011
Rua Sacramento à Lapa, 21, Lisboa (o local é de difícil estacionamento)

 
Programa
9:30-9:45 – Recepção de participantes
Definição de um quadro de sustentabilidade local
9:45-10:00-– Apresentação *
10:00 -10:30 – Sustentabilidade: Conceitos e políticas, aplicação ao desenvolvimento local
10:30-11:00 – Construção de uma visão individual/consensual e apresentação
Explicação do exercício - Exercício em grupos
Apresentação dos resultados e agregação por nuvens de visões
11:00-11:10 – Café
Identificação de um quadro de factores críticos
11:10-12:00 – Riscos, conflitos de uso e calamidades: Identificação de conflitos e factores críticos
Tipologias de riscos, conflitos de uso e calamidades
Explicação do exercício - Exercício em grupos
12:00-13:00 – Discussão e agregação em nuvens de conflitos
Explicação do exercício
Apresentação dos resultados dos grupos
Discussão de resultados
13:00-14:30 – Almoço (livre)
Análise e avaliação dos IGT em quadro comparativo com factores críticos identificados
14:30-15:30 – Fichas de trabalho sobre os temas, apresentação
Quadro de propostas e contributos para o IGT
15:30-16:30 – Fichas de trabalho sobre os temas, elaboração de propostas, apresentação
16:30-17:00 – Café
17:00-18:30 – Apresentação e debate
18:30-19:00 – Missão/Compromisso Pessoal

 
Formadores
João Joanaz de Melo [1] [2] Professor na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, desenvolve ensino e investigação sobre ecodesign, avaliação de impactes, eficiência energética, instrumentos económicos para o ordenamento e políticas de sustentabilidade, entre outros temas. Presidente do GEOTA.
Lia Vasconcelos [1], Professora da Universidade Nova de Lisboa investiga novas formas de tomada de decisão, nomeadamente a conquista da esfera pública por novos actores na governância de políticas públicas. Coordena o Projecto MarGov – Governância Colaborativa de Áreas Marinhas Protegidas que ganhou (2008) o “Galardão Gulbenkian/Oceanário de Lisboa: Governação Sustentável dos Oceanos”. Em 2006, coordenou o processo participativo para a Cova da Moura – Processo de Intervenção Participada Sócio-Territorial no programa Bairros Críticos. É co-editora de vários livros: Environmental Activism in Society (2002), TAIDIS – Cidadania Ambiental, Informação e Participação no contexto da Convenção de Aahrus (2006). Cidadãos pelo Ambiente, conservação da natureza e biodiversidade em Portugal (2009), Governância e Participação na Gestão Territorial, série Politica de Cidades – 5, DGOTDU Politica de Cidades Polis XXI (2009), Ambiente, Ciência e Cidadãos (2010). Tem-se envolvido intensamente em problemáticas do fórum da sociedade civil, nomeadamente através na Liga para a Protecção da Natureza onde já pertenceu aos seus corpos dirigentes.
José Carlos Ferreira  [1]Doutorando em Engenharia do Ambiente, UNL, Mestre em Geografia Física e Ambiente, UL, Lic. em Geografia e Planeamento Regional, Var. Geografia Física, UL, Docente nas disciplinas de - Fundamentos de Planeamento e Ordenamento do Território - Ordenamento e Ecologia da Paisagem - Gestão de Recursos e Estratégias Territoriais - Análise e Organização do Espaço - Ordenamento e Ambiente do Espaço Rural na FCT/UNL.
Helder Careto [2] Licenciatura em Eng.ª Ambiente (IST/UTL), CAP, Secretário Executivo do GEOTA e consultor em energia e ambiente na Agência Cascais Energia, coordenador dos projectos O Meu Eco-Sistema®, O Meu Ecoponto®, BiodiverCidade® e páginas do GEOTA na Internet. Representante das ONGA nas C.A. PORL e POVT. Representante do GEOTA no grupo da Água do EEB. Coordenador e co-autor de várias publicações do GEOTA.
Ricardo Próspero [2] Licenciatura em Arquitectura Paisagista (U.Évora); Pós-graduação em Gestão do Território pela FCSH-UNL. Preparação de dissertação de mestrado em Planeamento e Ordenamento do Território (FCSH-UNL). Estágio profissional no GEOTA, nas áreas do Ambiente, Ordenamento do Território e Educação Ambiental. Participação em diversos projectos de arquitectura paisagista e planos de requalificação urbana e ambiental; Participação no estudo de caracterização do valor patrimonial das construções de carácter precário das praias da Saúde e da Mata, Costa da Caparica, enquanto membro da secção portuguesa dos Arquitectos Sem Fronteiras.
Observações:
[1] Faculdade de Ciências e Tecnologia/Universidade Nova de Lisboa
[2] GEOTA – Grupo Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente
 
 

 
Condições de Inscrição (até 10 de Novembro de 2011):
A inscrição é obrigatória e só será considerada válida com o pagamento efectuado.
A inscrição inclui: acesso ao curso, documentação distribuída no mesmo, certificado de participação.
Preços
- Técnicos em representação de entidades, sem acordos de colaboração com o GEOTA (facturação à entidade)      200 euros
- Técnicos em representação de entidades patrocinadoras do GEOTA, incluindo autarquias aderentes ao Meu Eco-Sistema, até dois por entidade (facturação à entidade) 100 euros
- Pessoas a título individual, sem vínculo ao GEOTA        100 euros
- Associados do GEOTA (quotas em dia), associados indicados por ONG com protocolo, e movimentos cívicos com um projecto de intervenção no ordenamento municipal 75 euros
Em caso de desistência a organização compromete-se a devolver 50% do valor de inscrição até ao dia 10 de Novembro de 2011. A partir do dia 11 de Novembro não haverá direito a qualquer reembolso, embora possa haver substituição de pessoas
A inscrição a partir de 11 de Novembro de 2011 acresce 25 euros.
Condições de realização
Número mínimo de 10 e máximo de 25 formandos (previamente inscritos).
Secretariado:
Saúde Martins (GEOTA)
Travessa do Moinho de Vento, nº17, CV Dta 1200-727 Lisboa
Tel | Fax | 21 395 61 20 e-mail | geota.sec@netcabo.pt | SKYPE: geota.sec
 
Documentos relacionados
- Programa
- Ficha de Inscrição
- Ficha de inscrição (MS Word)
Artigos relacionados
- Ordenamento Municipal e Cidadania
Sustenturis
UnderWater Watch
     
desenvolvido com
Senso Comum lda
O GEOTA é uma associação de defesa do ambiente, de âmbito nacional e sem fins lucrativos, em actividade desde 1981